Hades

Hades, na mitologia grega, é o deus responsável pelos mortos e pelo mundo inferior. Na mitologia romana, é representado pelo planeta Plutão.

Proveniente da união entre Cronos e Reia, Hades foi um de seus seis filhos. Ainda bebê, foi engolido pelo titã, que temia ser deposto por um de seus filhos. Posteriormente, foi regurgitado por meio de uma poção mágica dada a Cronos e, na batalha entre deuses e titãs, ajudou Zeus a depor o pai, assumindo em seguida o domínio dos seres das sombras e do mundo subterrâneo.

Hades possuía cinco irmãos:

  • Hera, deusa do casamento e da mulher;
  • Deméter, deusa das colheitas e das estações do ano;
  • Héstia, deusa do lar e da família;
  • Poseidon, deus do mar e dos terremotos;
  • Zeus, deus do céu do relâmpago e do trovão.

Símbolos de Hades

O símbolo de Hades é o Cérbero, chifre, cetro, cipreste, narciso e a chave. A simbologia e o significado do nome Hades remete a rico, que era outro epiteto grego para o nome. Simboliza então o submundo ou mundo inferior e as almas mortas que eram levadas para o inferno.

Veja também. Significado do símbolo ->  Onça

hades

Hades e a Titanomaquia

Em uma batalha épica chamada de Titanomaquia, os deuses do Olimpo, liderados por Zeus, enfrentaram os titãs, liderados por Cronos, para definir o futuro do universo. Com os raios de Zeus, o tridente de Poseidon e o capacete da invisibilidade de Hades, Cronos foi derrotado.

Diante da vitória sobre o seu pai, ficou estabelecido que Zeus cuidaria do reino dos céus, Poseidon do reino dos mares e Hades do reino da terra, com simbolismo para o mundo inferior.

Por isso, o símbolo de Hades é o capacete que lhe concedia invisibilidade. Perseu, por exemplo, usou-o para matar a górgona Medusa.

Hades e Perséfone

Hades possuía uma esposa, Perséfone, que era filha de sua irmã Deméter. O casal Hades e Perséfone jamais tivera filhos. A lenda conta que Hades se apaixonou pela deusa com tamanha forma que resolveu raptá-la e levá-la ao mundo inferior para ser sua esposa.

Deméter ficou triste e irritada, lançando uma praga sob a terra, tornando-a infértil. Quando ficou sabendo que Hades roubara sua filha e a levou para o mundo inferior, Deméter pediu a Zeus que sua filha fosse devolvida. Zeus consentiu, mas com a condição de que Perséfone não tivesse ingerido nenhum alimento no submundo.

Veja também. Significado do símbolo ->  Diamante

Hades, muito ardiloso, concordou com o pedido, mas ofereceu a Perséfone uma fruta romã, tendo a jovem comido algumas de suas sementes, ficando assim eternamente presa no mundo inferior.

Deméter, então, propôs um acordo a Hades: Perséfone passaria, por ano, um tempo junto a Hades no submundo e outro junto a ela no Olimpo. Hades concordou e Deméter devolveu à terra sua fertilidade. Dessa forma, originaram-se as estações do ano. Enquanto Perséfone ficava com a mãe no Olimpo, as sementes cresciam e germinavam: era a primavera, o verão e o outono. Passado esse tempo, a jovem ficaria com o marido no submundo e a terra se tornava infértil novamente, morrendo todas as plantas: seria o inverno.

Veja também o significado do símbolo Perséfone.

Hades na Bíblia

Hades também é encontrado na Bíblia cristã e judaica. No livro cristão, ele aparece por 10 vezes no Novo Testamento. Já no livro judaico, ele pode ser considerado como Sheol, que seria o mundo dos mortos, um local destinado para os mortos que irão ressuscitar, para o dia do juízo final. Hades também pode figurar como inferno e cova ou túmulo em ambos os livros sagrados.

Veja também. Significado do símbolo ->  Pérola

Representação de Hades

Geralmente, a representação de Hades, tanto em desenho quanto em escultura, é de um senhor com barba longa, uma coroa e um cetro de dois dentes na mão esquerda, que nesse caso simbolizam a morte e a vida. Em sua mão direita, ele segura a coleira de um cachorro de três cabeças chamado Cérbero. Esse cachorro é o guardião das portas do mundo inferior.

cérbero