Báculo

O báculo é um cajado utilizado por bispos e papas em certos rituais da Igreja, não só a católica. Feito de metal ou madeira, seu uso pela igreja cristã é muito antigo, remetendo a tempos e povos em que a atividade de pastor era muito importante, se não socialmente, para a subsistência, e em que muitas viagens eram feitas a pé, inclusive por idosos. Depois, a partir do uso esporádico por alguns bispos, este bordão foi sendo enriquecido com os significados que carrega até hoje, e passou a ser feito de maneira mais luxuosa.

significado do símbolo báculo

Quer saber mais sobre o simbolismo do báculo? Então, continue a leitura!

Simbologia do báculo

Estudiosos acreditam que o objeto já era usado pelos primeiros cristãos e por alguns bispos antes do século VII, que foi quando se instituiu o que significa báculo. É preciso ter em mente que muitos dos primeiros cristãos eram pastores, e que caminhavam muito, inclusive para viajar.

Por tudo isso, já era costume cada pessoa levar o seu bordão, para se deslocar quilômetros até os locais das primeiras missas – e, sobretudo para os idosos, havia a recomendação de que cada um levasse o seu para se apoiar, porque as longas missas eram assistidas em pé. Por extensão, os altos dignitários da igreja, como os bispos mais velhos, também os usavam para se apoiar durante essas longas viagens ou cerimônias religiosas. Com o tempo, alguns passaram a usá-los também como símbolo em algumas partes dessas cerimônias.

Veja também. Significado do símbolo ->  Samurai

Hoje, o báculo é símbolo da atividade do pastor, pois a ideia é que o bispo ou papa proteja suas ovelhas da mesma maneira, guiando-as pela fé em meio às trevas do mundo. Isto pode ser visto simbolicamente nas partes do báculo:

  • Ponta: antigamente era pontuda mesmo, querendo representar com isso as funções de animar espicaçando os desanimados na fé, além de combater os lobos que ameaçassem a fé das ovelhas.
  • Haste central: é a parte do báculo que serve para apoiar o corpo cansado, mostrando o dever de ajudar os cansados ou necessitados a prosseguirem na fé, não deixando que fiquem para trás por caminharem mais lentamente.
  • Semicírculo: esta é a parte que mostra a autoridade de quem carrega o báculo. Sendo em forma de semicírculo ou gancho, sua atribuição é puxar de volta ao rebanho as ovelhas desgarradas. Além disso, o formato de semicírculo também lembra o poder celestial sobre a terra e a fusão desses dois mundos. E é aí que o báculo do bispo se diferencia do báculo papal, pois este leva uma cruz no lugar do semicírculo ou gancho, exatamente para simbolizar que o poder do papa é sobre toda a cristandade, enquanto que o poder de um bispo é só sobre a sua jurisdição episcopal, ou seja, tem limite. O báculo papal é chamado de férula.
Veja também. Significado do símbolo ->  Beta

Portanto, o símbolo do báculo é um signo de autoridade para conduzir o rebanho de um episcopado, razão pela qual um bispo não pode usar seu báculo quando em episcopado que não está sob sua jurisdição, pois não são aquelas as suas ovelhas, a não ser que esteja presidindo a cerimônia, com autorização do bispo titular. Só pode haver um báculo na celebração religiosa, o do bispo que a está presidindo; a única exceção fica por conta da cerimônia de ordenação de novos bispos, em que estão presentes o báculo do celebrante que ordena e os báculos dos que são ordenados.

Ao mesmo tempo em que é símbolo do seu poder temporal (semelhante ao cetro de um príncipe terreno, pois o bispo é considerado um príncipe da fé), o báculo também não deixa esquecer da humildade dos peregrinos (como o profeta Elias e o próprio Jesus) e dos pastores (Moisés e Davi, por exemplo).

Báculo papal

Os papas da Idade Média usavam na férula a cruz de três travessas, que ficou conhecida como a cruz papal. Após um período de esquecimento, esta insígnia foi resgatada por Paulo VI, em 1963, e desde então os papas João Paulo I e João Paulo II usaram, como ele, a férula com a cruz papal.

Já Bento XVI usou uma que trazia Jesus representado na cruz, entre outros detalhes diferentes. Talvez isso tenha aberto caminho para as diferentes férulas usadas por Francisco, presentes de congregações de fiéis: por exemplo, uma esculpida num tronco de bambu, com Cristo representado, seus braços abertos unidos pelas mãos por um cravo; ou uma de madeira, que tem até o semicírculo do báculo (como seria o de um bispo), embora não tão fechado.

Veja também. Significado do símbolo ->  Arca

Uso da férula pelo papa (mão esquerda)

  • Em procissões que iniciam celebrações;
  • Homilia (se quiser);
  • Na consagração de novos bispos;
  • Na saída da celebração.

Uso do báculo pelo bispo (mão direita)

  • Em procissões (exceto se precisar portar algo como vela, ramo bento etc.);
  • Durante a proclamação do Evangelho;
  • Homilia (se quiser);
  • Para receber votos, promessas e a profissão de fé dos devotos;
  • Para abençoar devotos (exceto quando a bênção exige imposição das mãos).

É proibido o uso do báculo em cerimônias fúnebres e na missa da Sexta-feira da Paixão. Quando o portador do báculo morre, esta é a única insígnia que não é enterrada com ele, como que para dizer que o seu múnus de pastor cessou.