Chama

Não é à toa que foi atribuída tanta importância ao símbolo da Chama, que marca o começo da interferência humana na natureza – basta lembrar que muitas das artes e indústrias desenvolvidas pelo homem dependem do fogo de alguma forma.

símbolo da chama

Ao mesmo tempo, a espiritualidade reivindica a chama como um dos seus símbolos mais importantes: além de lembrar que a alma foi criada a partir de uma centelha divina, esse campo do saber também valoriza muito a capacidade do fogo de destruir a matéria para que ela renasça sob outra forma, muitas vezes melhor.

Quer saber mais sobre o simbolismo da chama? Então, continue a leitura!

Simbologia da chama

Povos muito antigos já reverenciavam o fogo como um deus. Tanto que é bastante comum, para quem estuda mitologias, deparar-se com um capítulo muito caro a todos os povos, o da descoberta do fogo, principal marca da passagem de um estado de total selvageria para um estado de civilização. Nessas histórias, um herói civilizador rouba o fogo dos deuses ou ensina os humanos a acenderem uma chama sempre que necessário. Acredita-se que, antes de aprender essa técnica, o homem dependia de chamas que já existiam pela natureza, como raios que caíam inesperadamente.

Devido à sua capacidade de transformar a matéria – cozinhar alimentos, amolecer metais, esculpir vidro, dentre muitos outros usos – o significado da chama também é associado à destruição para renovação, ou seja, é um purificador por excelência. Por exemplo, são encontrados em várias culturas antigas rituais de queima de cadáveres para libertar as almas da sua prisão física. Há também a lenda da fênix, que morre numa bola de fogo, vira cinzas, que depois formam um ovo do qual ela renasce. Dentre os quatro elementos fundamentais, o fogo se opõe à água, que também tem o poder de destruir, mas não para renovar.

Veja também. Significado do símbolo ->  Cruz Ansata

Chama olímpica

O símbolo da chama se liga a símbolos como o da tocha, do qual não se pode falar sem mencionar seu uso mais famoso, nas Olimpíadas.

Na Grécia Antiga, acender uma tocha e mantê-la acesa durante os jogos era uma representação do episódio em que o titã Prometeu rouba o fogo dos deuses para dá-lo aos homens e assim libertá-los da tirania divina – a mais famosa história de roubo de fogo e início da civilização do mundo! Além disso, arautos percorriam todas as terras gregas para anunciar o início dos jogos, portanto interrompiam-se as guerras.

Nos jogos modernos, a prática de acender a pira olímpica começou na edição de 1928, em Amsterdã. Nos jogos de Berlim, em 1936, iniciou-se o costume de acendê-la na frente do templo de Hera, em Atenas, e fazê-la percorrer o caminho até a cidade-sede na mão de diferentes pessoas.

Chama espiritual

Espiritualmente falando, a simbologia da chama se mistura à simbologia da vela – acender uma vela é um ato de quem deseja se comunicar com o mundo espiritual, e assim a chama simboliza a alma de quem a acende.

Veja também. Significado do símbolo ->  Alfa

Para muitas doutrinas religiosas, a vela acesa é um lembrete de que somos uma centelha da chama divina – fomos criados a partir dessa chama, é ela a nossa origem, portanto precisamos reencontrá-la dentro de nós mesmos e nos conectar com ela para evoluirmos espiritualmente. Assim, figurativamente assumiríamos as características mais importantes de uma chama diante dos outros: calor e luz.

O significado da chama no budismo incorpora a ideia de destruir para reconstruir: ela é um símbolo da sabedoria e da iluminação por queimar a ignorância.

Já a chama no cristianismo tem vários significados:

  • O fogo do inferno, a grande tortura dos pecadores. Como ele nunca as destrói, para que o castigo seja eterno, ele nunca dá a chance para as pessoas renascerem.
  • Representação do Espírito Santo, que, no Pentecostes, desceu sobre os discípulos de Jesus na forma de línguas de fogo, conforme está contado nos Atos dos Apóstolos.
  • Seguindo esta ideia, o símbolo da Igreja Metodista, conhecido como “Cruz e Chamas”, traz uma cruz com uma chama de duas línguas. Cada uma dessas línguas representa uma das duas igrejas que se fundiram para criar a Igreja Metodista: a Metodista e a Evangélica dos Irmãos Unidos. Além disso, a chama simboliza a que ardeu no coração do líder John Wesley, em 24 de maio de 1738, reunião considerada o marco inicial da Igreja Metodista como conhecemos hoje.
  • Há santos que são representados com o coração ardendo em chamas. E acender uma vela é o início de qualquer ritual para se contatar um deles, ou muitas vezes é paga de uma promessa por graça alcançada.
  • A Vigília Pascal, que acontece na noite de sábado antes da Páscoa na Igreja Católica, é um momento em que a igreja é deixada na escuridão, simbolizando o mundo nas trevas, sem Jesus. Portanto, a chama acesa no círio pascal, que traz o ano em que está ocorrendo o evento, simboliza Jesus.
Veja também. Significado do símbolo ->  Marfim

Chama eterna

É um tipo de chama que demora muito para se apagar. Este fenômeno natural ocorre no Parque Chestnut Ridge Park, em Buffalo, nos Estados Unidos, onde há a Cascata da Chama Eterna, ou Eternal Flame Falls. Neste local onde há muito metano devido à grande quantidade de sucessivas decomposições de animais e plantas. É claro que uma hora a chama se apaga, mas basta uma fagulha para que se acenda novamente.